SISMA-MT
ESPIA AQUI CURSOS

Nota Oficial - FENAJ e Sindicato dos Jornalistas de MT denunciam ameaça e solidarizam-se com jornalista ameaçado

O jornalista Alexandre Aprá, editor do site Isso é Notícia, criado em 2013 no Estado de Mato Grosso, está sendo ameaçado de sofrer uma campanha difamatória e de morte, em razão das reportagens que divulga.

Por fenaj em 11/09/2021 às 08:50:56
Reprodução

Reprodução

O jornalista Alexandre Aprá, editor do site Isso é Notícia, criado em 2013 no Estado de Mato Grosso, está sendo ameaçado de sofrer uma campanha difamatória e de morte, em razão das reportagens que divulga. Alexandre teve de deixar Cuiabá para se proteger. A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Mato Grosso repudiam as ameaças e prestam total solidariedade a Aprá. Também exigem apuração rigorosa dos fatos, com a consequente responsabilização dos agressores.

As ameaças ocorreram depois que o jornalista publicou uma série de reportagens sobre os gastos do governo estadual com publicidade e propaganda. Entre os fatos noticiados estão a contratação, com dispensa de licitação, de quatro agências de publicidade para gerir uma verba de cerca de R$ 53 milhões.

Aprá recebeu ameaças, inclusive em mensagem de áudio, dizendo que ele deveria parar com as reportagens, que ninguém teria sido contratado para matá-lo, mas, citando supostos fatos de sua vida privada, que poderiam ser tornados públicos. A mensagem de áudio foi enviada ao jornalista pelo detetive particular Ivancury Barbosa.

Na semana passada, Alexandre Aprá apresentou uma notícia-crime na Superintendência da Polícia Federal em Cuiabá. Na denúncia, além do detetive particular, também são apontados como envolvidos nas ameaças o publicitário Ziad Fares, da ZF Comunicação, o governador do Estado, Mauro Mendes, e sua mulher Virgínia Mendes. O jornalista apresentou à PF filmagens nas quais o detetive particular cita os três como seus contratantes.

Em entrevista ao site MT Notícias, o detetive particular confirmou que investigou o jornalista, mas negou que tenha sido a mando do publicitário ou do governador e sua mulher. Também não declarou o porquê da investigação.

Diante da gravidade da situação, a FENAJ e o Sindicato dos Jornalistas de MT exigem celeridade nas investigações. A liberdade de imprensa está sendo atacada e o direito da sociedade à informação está sendo desrespeitado. Alexandre Aprá está sofrendo prejuízos à sua atividade profissional e também à sua vida pessoal. A ação das autoridades competentes é, portanto, urgente. A liberdade de imprensa é imprescindível à democracia.

Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ

Sindicato dos Jornalistas do Estado de Mato Grosso

Brasília/Cuiabá, 9 de setembro de 2021.

Fonte: fenaj

Comunicar erro
UNIFLOR

Comentários

HBL